artists: a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9

1,2 1,2 drão lyrics – de menos crime

[intro]
é hc que chega, -ssim que chega, mantém a letra
a letra é a, a banca é cl-sse a, quem fala é hc e wgi

[verso 1]
um bomba na mão
a cada tragada, uma viagem
primeira parte
batida pesada por cima, rima várias mensagens
lado leste de são paulo, drr é só enquadro
sem dá boi pra oportunista otário
sai da goma falsário, na banca não cola mané
hc, são mateus pretos e brancos de fé
sou wgi, preto aplick, firmou?
adriano ch, banca forte, morou?
hip hop de periferia
baixo marcando, ornando em cima da batida
chega pereira, chega abelha
de menos crime, zona leste é muita treta
chega pancho, chega grand, chega choque
u-negro, terceira divisão, homens crânios
vai se foder sistema demônio
ultrap-ssa a periferia pra trás num caralho nervoso
quem ataca é hc, espere pra ver
mente a mira do alvo: é você
não tem barreira, o apet-te é venenoso
a cada marcada ou grito é a agonia do morro

[refrão]
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão, ahá
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão

[verso 2]
é hc que chega
vem carregado com o pente entupido
pé na estrada, mente revolucionária
aquele mano decide mudar de vida da água pro vinho
sempre sossegado, mas na mente o ódio infinito
tira um pente, coloca o pente, carrinho puxado
tá chegando a hora de se trombar com os aliados
pra confirmar o armamento e o esquema tático
[?], não pode ser o falho
na hora da ação o cão domina
se preciso, mato uma vítima fácil, estou dominado
com pensamento na ativa prossigo meus p-ssos
surpreendido pelo instinto eu olho para os lados
colete à prova de bala, boina cinza
e a direita uma quadrada é arma fria
num rolê pela quebrada eu trombo com a morte
maldade na cabeça, não fui notado, estou com sorte
eles querem ver eu preso e eu só quero é malote
1,2, drão

[refrão]
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão, ahá
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão

[verso 3]
mas pera aí que eu ainda não morri (não morreu)
sou o lerap, criado no morro
então prepare-se pois daqui pra frente vão ser forte as cenas
calamidades total, são mateus em estado de choque
m-a-g-o, sou mago abelha
proteja sua vida e fique longe da rota
-ss-ssinatos em primeiro grau normal
rotina constante de policiais justiceiros
projeto do governo, arma da burguesia
miséria, miséria no cachimbo com pedra
brasil, miséria, periferia, favela
pessoas especiais que aqui deixou saudades
irmãos, parentes, amigos da quebrada
axé, senhor, nos afaste do crime e abençoe este filho pecador
porque em cada bairro morre vários por mês (pow, pow)
muita pobreza estoura violência
em cada bairro morre vários por mês (pow, pow)
muita pobreza estoura violência
1, 2, 1, 2, drão

[refrão]
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão, ahá
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão

[verso 4]
eu vejo o crime em ação, arrependimento mais tarde
a química consumida por muitos covardes
que não são poucos, são muitos, são loucos, loucos
onde o destino é cruel, agora a corda está em seu pescoço
com o sistema errado levaram muitos da nossa infância
restaram só lembranças dos tempos de criança
por um p-ssado cercado, cruel furado de morte
não escaparam do destino, tiveram azar ou talvez sorte
sobrevivemos num bairro humilde e arrasado
pela polícia muita vezes o silêncio é quebrado
otários viajam no crack, não vê o sol nascer
rapaziada só no bem bolado
malandragem de verdade é viver
estão na sede à procura de tudo e de todos
a grana estralando a fissura no olho
se vacilar no proceder ali te jogam um 16, um 12 (um 16, um 12)
usam essas calúnias, fazem de tudo para nos intimidar
na televisão, alta versão, aqui, nada a declarar
enxergam o crime como uma aventura
pra vários problemas, a solução
mas a sentença otário não segura
a fissura do crack e o nariz na morte
lá no dp, outra história e aqui fora o cagueta morre
o cagueta morre, o cagueta morre
terceira divisão, é hc que chega

[refrão]
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão, ahá
1, 2, 1, 2, drão, há, 1, 2, 1, 2, drão

[outro]
hc, vulgo lerap, cinco de julho, cruzeiro, jardim ricardo, limoeiro, vila industrial, jardim colonial
hc, mago abelha, vila prudente, heliópolis, sacomã, vila carioca, favelinha, jardim nove de julho, vila flávia
vlad, mikimba, macalé, aquele axé
hc, u-nego, grand, agradece os manos da cohab
sítio dos frança, jardim alto alegre, jardim laranjeira, sem terra quilômetro 28
choque, hc, teotônio vilela, jardim elba, jardim primavera, jardim grimaldi, vila julho, vila diva, vila guarani, santa clara, [?]
pancho, hc, país da periferia, jardim bandeirante, recanto verde do sol, vila gil, iguatemi, boa esperança, jardim gonçalo, meninos unidos do laranjeira, terceira divisão, homens crânios
hc, o chicão agradece: canarinho, cinco de julho, vai quem quer, eldorado, elba, parque boa esperança, terror das mina, cruzeirinho, muita treta, botafogo de guaianases, são favela, safari futsal, santa adélia, aí vai meu salve, mano alisson
hc, ch, wgi agradece parque savoy, guaianases, itaquera, artur alvim, juscelino, [?], josé bonifácio, quinze de novembro e cidade leiria
hc, adriano agradece taboão da serra, muita treta, jardim helena, vilinha, [?] jussara, são judas, triagão, preta ju de jacarandá, panorama, santa teresa, santa eduarda, [?], jardim rosana, macedônia, aquele abraço
hc, applick agradece norte, oeste, sul, leste, drr, são mateus pra vida, a família, homens crânios, a firma, ch, dmc, u-negro, fds, wgi, mago abelha, adriano, mikimba, macalé, wagner, vladmir, chicão, baianão, dg, dm, bocão, oitava bancada, bola 8, e aí, renato, muita treta

/ de menos crime lyrics